Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Notícia
10/09/2018
Seminário Sobre Migração Forçada e Tráfico De Pessoas


Nos dias 31 de agosto a 2 de setembro, aconteceu o Seminário sobre Migração forçada e Tráfico de pessoas, em Manaus/AM, com mais de cem participantes, representantes de todas as dioceses e prelazias do Regional Norte 1 da CNBB, promovido pela Rede um Grito pela Vida.

 

O Seminário realizado teve por objetivo um maior conhecimento da realidade do Regional Norte I, por ser uma região fronteiriça e de grandes migrações internas e internacionais. Teve como lema: “Nosso olhar amoroso, cuidadoso e esperançoso na construção da cultura do encontro”.

 

Conforme Papa Francisco, o tráfico de pessoas é “um crime contra a humanidade, uma verdadeira forma de escravidão, infelizmente cada vez mais difundida, que afeta todos os países, também os mais desenvolvidos, e que afeta os mais vulneráveis...”.


 A socióloga Márcia de Oliveira, professora da Universidade Federal de Roraima – UFRR, fez uma análise da realidade e destacou que a América Latina é a região com maior número de migrantes e que, na Amazônia, estão surgindo novas rotas migratórias. De fato, no Brasil, segundo a professora, não existem políticas migratórias e, ao mesmo tempo, cresce a xenofobia, que se manifesta em agressões físicas, na mídia e nas redes sociais; cresce a exploração sexual, o trabalho escravo e o tráfico de órgãos. Ela revelou que existe até um serviço chamado “cardápio” oferecido onde os interessados escolhem os serviços.

 

A Rede um Grito pela Vida registrou vários casos denunciados pela sociedade civil, desde 2014, em que Manaus aparece com maior incidência de exploração sexual. As maiores rotas de tráfico são: Belém, Manaus e Boa Vista com saída para a Guiana Francesa e outros países. Um dos grandes desafios da missão da Igreja, na defesa da vida, é o fortalecimento das redes de enfrentamento da migração forçada e do tráfico de pessoas.

 

Em sua reflexão, Dom Evaristo Spengler, bispo da Prelazia de Marajó e membro da Comissão Especial de Pastoral de Enfrentamento ao Tráfico Humano – CEPEETH da CNBB, teceu um olhar de esperança à luz da Palavra de Deus e dos Documentos da Igreja.

 

As partilhas realizadas ao longo do seminário ajudaram a mostrar o grande trabalho que está sendo desenvolvido no Regional Norte 1 da CNBB por muitas religiosas, leigos e leigas, nas diferentes dioceses e prelazias, naquilo que faz referência ao combate do tráfico de pessoas, exploração sexual de crianças e adolescentes e apoio aos imigrantes, cada vez mais presentes na região. São sinais de esperança que nascem de uma Igreja viva na Amazônia.

“Como me calar se tua voz me queima dentro”. Para mim, o Seminário foi desafiador e comprometedor.

 

Ir. Ana Maria da Silva

Pacaraima/RR









Galeria de imagens

(6 imagens)


COMENTÁRIOS!
Helena de Fatima dos Passos
11/09/2018 16:58:45
obrigada Ir Ana Maria, pela partilha desse seminário com um tema tão desafiador nos tempos de hoje!

Envie seu comentário

*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar