Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Fale Conosco
O Acompanhamento Vocacional e as Novas Tecnologias
10/05/2021

“Os jovens passam muito tempo e se encontram facilmente" nas redes sociais, que "constituem uma oportunidade extraordinária de diálogo, encontro e intercâmbio entre as pessoas, bem como de acesso à informação e ao saber". (Papa Francisco – Chritus Vivit) Na tarde do dia 1º de maio de 2021, o grupo de animação vocacional, acompanhantes de vocacionadas e mais Irmãs interessadas nos encontramos por meio de videoconferência, para conhecer melhor e aprimorar nossa atuação no uso das tecnologias digitais.

 

Contamos com a assessoria da Ir. Gizele Barbosa, da Congregação das Irmã Paulina. Diversos foram os pontos e desafios significativos destacados pela assessora: - As redes sociais, são um espaço para evangelizar, e, estar presente nelas, é atingir 90% dos jovens que recebem tudo via palma da mão, via celular: formação, orientação informação, treinamento, oração... ali, encontram ambiente de partilha, se juntam conforme interesses comuns. Ali as pessoas se conhecem, se relacionam, se encantam e depois passa para o real – presencial; - As mídias sociais tiveram um impulso forte na Igreja em 2006 com o Papa Bento XVI quando postou o primeiro tweet, inaugurando, de certa forma, a presença da Igreja nestes meios. As redes sociais podem ajudar as pessoas a serem sagradas e não “fotocópias”.

 

Se não entramos na era digital, estaremos isoladas. - Como acompanhantes vocacionais, nosso primeiro passo é escuta. Escutar, acompanhar sem julgar, contribuir para que a pessoa encontre o sentido da vida, para que ela possa discernir o seu caminho. O acompanhamento online não dispensa o acompanhamento presencial. É bom acompanhar de forma mista. A Congregação precisa interagir neste ambiente. - Antes de qualquer publicação, pensar sempre em quem queremos atingir, que é a pessoa que quero atrair com a publicação que será feita. Pensar antes no público, mãos público massa, em pessoas concretas e só depois pensar e elaborar o conteúdo.

 

Além da imagem, a foto de uma pessoa, de preferência conhecida, atrai muito, pois o internauta gosta de saber que tem uma pessoa por trás da “propaganda”, é uma forma de se identificar. A sugestão é que sejam compartilhadas coisas comuns do dia adia das pessoas, das irmãs, das comunidades, nos dar a conhecer... quem somos, o que fazemos. - Algumas diferentes formas ou plataformas de comunicação: Facebook, WhatsApp, Youtube, Telegram, Instragram, Tiktok.

O uso de toda e qualquer forma de comunicação nestes meios, sempre deve ser muito bem pensado e organizado para que capte a atenção da pessoa, por isso é de suma importância o planejamento, a produção de conteúdo, calendário de postagens e mais que isso ter pessoas preparadas, que gostem de atuar neste mundo digital, não mais tão virtual, pois já faz parte de nossa vida real.

Sentimos que este tempo, aguçou nossa curiosidade e nos desafiou a buscamos mais, bem como de usarmos mais, e de forma mais consciente, estes meios que estão a nosso dispor, foram momentos de grande aprendizagem. Tenhamos sempre em mente que o objetivo final de usarmos as mídias digitais é sempre para contribuir para que as pessoas possam se encontrar com Cristo.

 

Ir. Terezinha Zen




Galeria de imagens

(8 imagens)
Envie seu comentário

*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.