Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Fale Conosco
Província Única

Entendemos por PROVÍNCIA ÚNICA a reorganização das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil, transformando as anteriores cinco Províncias e uma Região, em uma Única Província, com uma estrutura de governo adequado à realidade de nosso tempo. Para isso acontecer fez-se necessário fazer um Novo Caminho.

Há alguns anos, em nosso caminhar de Irmãs de São José de Chambéry no Brasil, pusemo-nos em dinâmica de reorganização de nossa estrutura de governo e animação. Fomos impulsionadas por vivos desejos de alentar a renovação de nossa Vida Religiosa Apostólica, como mulheres místicas e proféticas ao serviço do Reino, Inaugurado por Jesus e continuado por nós, suas seguidoras.

Indicamos o caminho de “mãos dadas”, com o profeta Elias, que nos colocou na dinâmica de busca em meio à crise e nos convidou a deixar de lado os esquemas do passado, para empreender um caminho novo. Com Elias, fomos descobrindo que Deus “não está no vento forte, na tempestade, no trovão... Ele está na brisa leve, no coração”!

Com esta convicção profunda e contemplando o exemplo do Pe. Jean Pierre Médaille que teve a audácia de abrir o caminho a novas formas de vida consagrada no contexto de espiritualidade do século XVII, vendo como ele liberava religiosos e religiosas para serem uma presença apostólica no meio do mundo e cientes de que os membros no “novo instituto” circulavam livremente, sem se distinguir das mulheres comuns, empreendemos o caminho da nova estrutura.

O Documento Final do primeiro Capitulo Provincial, outubro de 2015, reforça a experiência que vivemos no caminhar de integração quando, comentando o papel que Noemi e Rute tiveram na vida congregacional, diz: “Ajudaram-nos a tomar consciência de que é possível deixar para trás o que conhecemos para viver relações construídas no “sacramento do encontro”, relações baseadas na amizade, no companheirismo, na confiança e na compaixão. Com essas mulheres bíblicas, aprendemos a trabalhar estruturas que geram mais vida e esperança”.



topo voltar