Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Maria Matiello

 08/05/1933     08/04/2020



Província da Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil

Núcleo “Caminho Novo”

 

                                                                                       Irmã Maria Matiello

 

                                                                                                                                     * 08/05/1933

                                                                                                                                     + 08/04/2020

 

 

“O Senhor é meu Pastor, nada, nada me faltará!” (João 10,10 e Salmo 22)


 

Essa era a frase que animava e sustentava Irmã Maria na sua vida em missão, em especial, nos momentos de luta e sofrimento.

Irmã Maria nasceu em Veranópolis no dia oito de maio de 1933. Na família, eram sete irmãos.

Como era única filha, Irmã Maria teve um grande cuidado com seus pais e de seu irmão Antônio, com necessidades especiais.

Manifestava grande apreço à Vida Religiosa Consagrada como Irmã de São José. Fez a primeira Profissão no dia 17 de dezembro de 1956.


Na Congregação, além de exercer a profissão de Professora, dedicava tempo para a Catequese, Círculos Bíblicos, visita aos pobres e doentes e cultivava um carinho especial ao grupo de Leigos e Leigas do Pequeno Projeto. Eram atividades que, segundo ela confessava, a fortalecia na vivência da fé e da própria Vocação.


Muitos foram os lugares e comunidades marcados pela presença alegre e disponível de Irmã Maria.


Foi professora dedicada no Ginásio de São Marcos, Escola Sagrada Família de Nova Pádua, Ginásio São José de Antônio Prado, Escola São José de Garibaldi, e Ginásio Santa Rosa de Carlos Barbosa. Passou ainda nas comunidades dos Bairros Rio Branco,  e Panazzolo em Caxias do Sul e na comunidade de Pinto Bandeira. Desde 1975, Irmã Maria prestou serviço cuidando das pessoas doentes e necessitadas da Família, primeiro à mãe e depois ao irmão Antônio, já falecido.


Nas partilhas que fazia com as Irmãs, expressava gratidão a Deus pelo dom da Vida que recebeu de seus pais: Ricieri e Josephina Maria Ferronatto Matiello. Lembrava que viveu um tempo muito feliz em sua companhia onde rezavam e trabalhavam juntos. Falava com entusiasmo das festas da comunidade Igreja celebradas com fé e muita oração, onde todos se queriam bem.


Irmã Maria era de boas relações. Vivia com simplicidade. Diariamente, dedicava tempo para a oração e sempre que podia, participava da celebração Eucarística. Aproveitava as oportunidades de formação que lhe eram oferecidas. Amava a natureza. Gostava de cultivar jardim de flores que era motivo de contemplação da obra de Deus Pai. Dedicou muito tempo à evangelização através da catequese, em especial para adultos, através dos encontros de Família, visita às famílias pobres das periferias das cidades, sempre com sua presença alegre e incentivadora.


Em 2006 celebrou 50 anos de Vida Religiosa como Irmã de São José. De coração aberto, erguia sua voz para agradecer e louvar o Senhor por essa dádiva da Vocação recebida de Deus. Escreveu nessa época: “Faço minhas as Palavras de Maria: Minha alma glorifica ao Senhor, exulta meu espírito em Deus, meu Salvador.”


Querida Irmã Maria, obrigada pelo teu exemplo de doação, de aceitação da Vontade de Deus, pela generosidade com que servias os irmãos e irmãs. Intercede a Deus por nós para que também saibamos valorizar a Vida de Comunidade e dar do melhor de nós mesmas para que nossas comunidades sejam conforme o sonho de nosso Fundador, Padre Jean Pierre Médaille: “Pela qualidade de nossas relações fraternas entre nós e com os outros, a comunidade, qualquer que seja sua estrutura e atividades, tornar-se-á, por si mesma, sinal do amor de Deus”. Intercede pelos teus familiares e suplica a bênção de Deus para todas as pessoas que amavas aqui na terra.


Queremos rezar a oração que fizeste na celebração do teu Jubileu de Ouro de Vida Consagrada:


“Senhor, meu Deus, ajoelhada aos teus pés, venho agradecer-te pelo infinito amor que me amparou, guiou e sustentou a longa caminhada de 50 anos de Vida Consagrada”.


“Obrigada, meu Pai, meu Pastor e Redentor por tanto carinho, tanta proteção e graças recebidas. Perdão pelas minhas fraquezas e infidelidades. Rogo-te, Senhor, meu Deus, pela intercessão de Maria, que me acompanhes até o fim. Cuida-me, protege-me, ajuda-me a viver em plenitude o tempo que me concedes para depois gozar, para sempre, das surpresas que me reservas por toda a eternidade. Amém!”


Em meados de 2014, foi transferida para a Casa Nazaré, em Caxias do Sul, para seu descanso e cuidados com a saúde fragilizada.


         

          Irmã Maria Matiello faleceu na Casa Nazaré, em Caxias do Sul, a uma hora do dia 08 de abril, aos 86 anos de existência e 63, de Vida Religiosa Consagrada.  

 

Caxias do Sul, 08 de abril de 2020.

 

            NOTA: Foi sepultada no Cemitério Municipal de Garibaldi.






topo voltar