Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Fale Conosco
Memorial Saudades
Nair Mazzochin

 17/07/1939     12/01/2020



            "Tudo posso naquele que me conforta." (Fil 4,13)
 Irmã Nair Mazzochin, filha de Fioravannte Giuseppe Mazzochin e de Regina De David, nasceu em 17 de julho de 1939, em Nova Pádua, no Rio Grande do Sul. Filha de família profundamente cristã, foi levada à Pia Batismal em 18 de julho de 1939, na Igreja Santo Antônio de Nova Pádua e Crismada no dia 12 de janeiro de 1944, na mesma Igreja. Viveu sua infância muito feliz num ambiente familiar voltado para Deus. Foi neste lar abençoado por Deus que brotou na menina Nair, o desejo de seguir Jesus Cristo na vida consagrada. Seus pais a compreenderam e acolheram este chamado, dando-lhe todo o apoio e acompanhando-a sempre com muito carinho. Nair amava ternamente seus familiares, alegrando-se com eles em seus momentos felizes e com eles sofrendo nos momentos de dor e separação.
Aos 22 de fevereiro de 1958, tendo concluído o Ensino Fundamental de  2º grau  e desejando prosseguir sua caminhada de formação na Congregação das Irmãs de São José, foi admitida ao Postulado no Convento  São José de Garibaldi / RS. Aos 17 de dezembro do mesmo ano, foi admitida ao Noviciado. Fez  Profissão Temporária, em 17 de dezembro de 1960, e Consagração Definitiva ao Senhor, em 29 de janeiro de 1966.

      Irmã Nair, ao longo de sua vida, exerceu a Missão de Educadora com muito zelo, amor e carinho no Colégio Sévigné - em Porto Alegre, RS, de 1966 a 1968; no Colégio Santa Joana dArc, em Rio Grande, de 1968 a 2010, como professora, Assistente de Direção e Diretora. 

Em toda a sua ação educativa, no Colégio Santa Joana d’Arc, exerceu expressiva liderança junto aos professores, Associação de Pais e Mestres e Associação de Ex-Alunas. Promovia semanas pedagógicas, visando aprimorar a formação dos professores e funcionários. Não media esforços e tempo para estar disponível a serviço de alunos e pais. 

      Irmã Nair era apaixonada pela educação. Testemunha-o sua participação no Conselho Municipal de Educação de Rio Grande/RS e a distinção recebida do Executivo Municipal, indicando-a para dois prêmios como personalidade em Educação: CAVALEIRO NA ORDEM DE SILVA PAES, em 19 de fevereiro de 2002 e OFICIAL NA ORDEM DE SILVA PAES, em 19 de fevereiro de 2014.

A Comunidade Riograndina, através da Câmara Municipal, concedeu-lhe o título de CIDADÃ RIOGRANDINA, em reconhecimento aos relevantes serviços na  formação de cidadãos  Riograndinos.
Dedicou ainda, muito do seu tempo em serviços à Diocese de Rio Grande – RS, participando e assumindo funções diversas como membro e diretora do Setor Diocesano de Pastoral da Educação e serviços de Secretaria da Diocese. Na Pastoral Litúrgica, nos primeiros anos de sua missão em Rio Grande, dedicou-se à Ilha dos Marinheiros, à Paróquia de São José do Norte e à Paróquia da Quinta.

Irmã Nair amava ternamente a Congregação.  No retorno de um período de formação permanente na França, berço da Congregação, partilhava sua experiência, narrando fatos, ilustrando-os com fotos e expressando seus sentimentos de reconhecimento do grande amor de Deus na vida e História de nossa Congregação.

       Ir. Nair sabia sofrer em silêncio os contratempos decorrentes do trabalho e da vida. Dedicava tempos de formação pessoal e de cultivo espiritual pela oração, sempre iluminada pela Palavra de Deus e pela oração do Ofício das Horas. Religiosa convicta de sua missão, deixa-nos o testemunho de amor e de fé, de oração e dedicação, de humildade e desprendimento, de fraternidade e simplicidade e de  vivência do Carisma da Irmã de São José:  Unidade a serviço da vida.  

Após tanta dedicação, a saúde de Ir. Nair foi enfraquecendo e, necessitando de cuidados especiais, foi transferida para a Comunidade Nazaré, no dia 12  de novembro de 2016, vindo a falecer em 12 de janeiro de 2020, aos 80 anos de idade e 59 de Consagração Religiosa. Seu corpo repousará no Cemitério São José, em Porto Alegre, RS.


ORAÇÃO

 Querida Irmã Nair,
 Obrigada pelos 50 anos de tua vida dedicados à  missão educativa,
 pelo testemunho de doação incansável e generoso, 
 às famílias, aos jovens, às crianças, aos professores e funcionários
 que caminharam lado a lado contigo.
 Assumiste tão nobre missão  no silêncio, na humildade, na simplicidade, 
 sob o terno olhar de Jesus, Maria e José. 
 Sentiste saudades ao deixá-los e deixaste saudades no coração de todos os que tiveram a alegria de conviver contigo. 
 Agora, na presença do Pai, te pedimos que continues  a olhar,
 com muito carinho,  para os jovens e crianças, nesta fase de sua formação. Roga também, por nós tuas Irmãs, Familiares e amigos e amigas para que sejamos fiéis á missão que Deus nos   confiou.
 Obrigada, Irmã Nair!

                                                                                                                                                                                       Porto Alegre, 13 de janeiro de 2020.