Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Maria Cristina de Almeida Mello

 07/01/1934     14/10/2019



Província da Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil

 Núcleo Santíssima trindade    

   

                                                                                                     Irmã Maria Christina de Almeida Mello

 

                                                                                                                                                    * 07/01/1934   

                                                                                                                                                     + 14/10/2019

 

 
                                                                                        

                                     Bem-aventuradas as pessoas que têm fome e sede de justiça, porque serão saciadas” (Mt 5,6).

 

Maria Christina de Almeida Mello nasceu no dia 07 de janeiro de 1934, em Fartura – SP, na região do vale do rio Paranapanema, município na divisa com o Paraná. Seus pais foram o Sr. Hypolito de Almeida Mello e D. Ignacia Fazano de Mello que tiveram 10 filhos, 5 homens e 5 mulheres, sendo Christina, a caçula. Talvez, por isso, os sobrinhos a chamavam carinhosamente de “Tia Menina”.  A menina foi batizada a 10 de fevereiro de 1935, também em Fartura.  À felicidade de ter pais católicos e empenhados na boa educação dos filhos, acrescentou a sorte de ter por padrinhos o exemplar casal, Sr. João Baptista de Oliveira e D. Ida de Oliveira Bertoni, pais de nossa tão conhecida e querida Irmã Ida de Jesus.

 

Maria Christina fez grande parte de seus estudos como aluna interna no Colégio Nossa Senhora do Patrocínio em Itu, das Irmãs de São José de Chambéry, onde também estudou sua irmã, Virgínia. Formou-se no Magistério em 1954. Tempo precioso em que conheceu bastante as Irmãs de São José e que inspirou seu desejo de se ser religiosa. Escolheu entrar na Congregação das Irmãs de São José. 

 

Começou sua caminhada vocacional, a 25 de março de 1958 entrando para o Postulado das Irmãs de São José em Itu, SP. Recebeu o hábito, no dia 02 de fevereiro de 1959 com o nome de Irmã Gaudência da Imaculada, nome que abandonou quando foi liberado optar.  Fez os Primeiros Votos a 02 de fevereiro de 1961 e professou os Votos Perpétuos em de fevereiro de 1966.

 

Formada em Magistério, nos primeiros anos de seu engajamento apostólico, Irmã Maria Christina foi professora primária no Colégio Patrocínio, no Santana e no Colégio Bom Conselho de Taubaté e também no Colégio São José, de São Paulo. Por esse tempo, cursou a Faculdade de Serviço Social, formando-se em 1972. E foi na área de Assistência Social e Promoção Humana, que Irmã Maria Christina empenhou o melhor de suas forças e dedicação no serviço do “querido próximo” como pedia o Pe. Médaille. É sem número o tanto de locais onde desenvolveu seu trabalho e não faltam testemunhos de quanto amor viveu nessa entrega. Em Goiás, missionou em Piranhas, Bandeirantes, Jussara, Goiânia, São Luís de Montes Belos; Na Bahia, em Juazeiro e Remanso; na África, em Moçambique, missão Mocímboa da Praia; em S. Paulo, Itu, Taubaté, Franca, Jd. Miriam, Comunidade de Nazaré.

Ao longo de sua vida, através de cursos rápidos ou mais prolongados, Irmã Christina buscou crescer sempre e aperfeiçoar sua contribuição participando de Estudos Bíblicos, Curso de Atualização Religiosa, Metodologia do Trabalho Popular, Curso de Pastoral da Terra com a CPT, Pentecostalismos, Treinamentos para a Coordenação da Pastoral da Criança, etc.

 

Irmã Christina amava os excluídos, as crianças, a Congregação, a Igreja e ecumenismo.  Pessoa forte, boa dose de trabalho pessoal harmonizava a convivência. A gentileza e o relacionamento fácil fluíam naturalmente com o povo. Tinha seu carisma. Um jeito, que o povo achava bem simpático, a tornava querida por todos: crianças, adolescentes, jovens, adultos e gente idosa. Sabia ser alegre e participativa. Nas recreações gostava de dançar e curtia a dança circular.

 

A preocupação em conscientizar as pessoas dos seus direitos passava na frente.  Tudo o que Irmã Christina fazia era para as pessoas recuperarem seus direitos essenciais. No Jardim Miriam, em São Paulo iniciou um projeto social com crianças na Comunidade São José.  Foi uma desbravadora e grande testemunho de luta para as famílias necessitadas, incentivando-as a enviar seus filhos ao projeto. Seu atendimento aos pobres era com coerência e firmeza.  Era incansável e fiel.  Embora com limitações de saúde, se fazia presente na comunidade, para acompanhar o trabalho no projeto do Cidade Júlia / Jardim Miriam.

 

As pessoas em situação de rua mereciam especial atenção. No Jardim Miriam, inclusive, Irmã Christina movimentou toda a comunidade a fim de preparar o envio de um jovem, morador de rua, a um albergue para recuperação e reabilitação de dependência química. Era o conhecido Alex. Foi feita uma celebração, preparado um jantar, além das coisas que ele precisava levar. Nem faltou o “envio” antes de o padre conduzir o jovem até o albergue. Tudo parecia nos conformes quando, no dia seguinte, olha ali, o Alex nas ruas de novo. Tinha brigado e agredido pessoas no albergue.... Ainda assim, Irmã Cristina continuava confiando na recuperação dele. Ela acreditava de verdade, no ser humano.

 

Nos últimos anos, conviveu na Comunidade da Casa Provincial de São Paulo (antes da Integração) dedicando-se ao trabalho com as pessoas em situação de rua, presença frequente nesta área central da cidade. 

 

Em 2014, com sinais de Alzheimer e limitações de saúde, foi transferida para a Casa de Repouso São José, onde era bem participativa, principalmente nas festas. Partiu para a morada definitiva, no dia 14 de outubro de 2019.

 

Querida Irmã Maria Christina, por sua vida, Deus seja louvado!

Junto do Senhor, nos acompanhe sua oração!

 

 

 

                                      

topo voltar