Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Pierina Albina Comin

 28/07/1920     26/08/2019



Província da Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil

 

                                                                                                         Irmã Pierina Abina Comin

                                                                                                                      * 28/07/1920

                                                                                                                                                             +26/08/2019


          “Eu sou o Bom Pastor” e “Tudo o que fizerdes aos meus irmãos é a mim que o fazeis” são palavras de Jesus que muito animaram a vida em missão de Irmã Pierina Albina Comim que nasceu no dia 28 de julho de 1920, em Nova Roma do Sul, RS. Seus pais José e Ancilla Comim tiveram10 filhos dos quais, duas Irmãs seguiram a Vocação Religiosa na Congregação das Irmãs de São José de Chambéry.


De seus pais herdou o espírito de sacrifício e de luta de agricultores imigrantes italianos, bem como a fé e o amor a Nossa Senhora expressa na oração diária do terço em família, na participação na comunidade igreja e no espírito da solidariedade para com os necessitados.


Sentindo o chamado do Senhor para segui-lo na Vida Religiosa, com a idade de 22 anos fez sua entrega total a Deus na Congregação das Irmãs de São José no dia 19 de outubro de 1942. Após sua primeira profissão religiosa, foi enviada a exercer o ministério do serviço em vários lugares e comunidades: Rio Grande, Pelotas, Marcelino Ramos, Veranópolis, Garibaldi, Otávio Rocha, Carlos Barbosa, Nova Roma do Sul, Antônio Prado, Caxias do Sul, Nova Pádua, Santa Cruz do Sul. Sentindo-se com a saúde fragilizada, integrou a Comunidade da Betânia em Garibaldi em 2010.


Sempre muito generosa no servir, Irmã Pierina assim se expressava: “A missão acontece na disponibilidade, na Unidade e partilha em Comunidade”. “Sinto-me feliz em participar da missão das Irmãs de São José.”


Na vida, Irmã Pierina sempre foi uma pessoa agradecida. Agradecida a Deus, à família a quem tanto amava e à Vida Religiosa. Ao completar 70 anos de Vida Consagrada dizia às Irmãs: “Estou vivendo um grande momento de ação de graças. Dou graças a Deus pela minha história construída nesses 70 anos, vivida com amor, doação, gratuidade e perseverança no bem, na oração, na acolhida da Palavra de Deus que sempre me fala da vida e da graça. Agradeço pelos anos em que fui cozinheira. Fiz sempre com prazer, pois sabia que isso ajudava a fortalecer as Irmãs na sua missão de cuidar da vida dos irmãos e irmãs”. Gostava e ficava feliz em colocar em prática suas qualidades e seus dons preparando refeições saudáveis e saborosas sempre temperadas pela alegria de servir com amor e simplicidade de vida. Uma das suas preocupações era a de viver intensamente o momento presente.


Em sua caminhada na Congregação, esforçou-se em viver o que rezam as Constituições das Irmãs de São José: “A contínua busca do Deus vivo faz crescer nosso olhar de fé, transforma nosso ser e agir!” Cultivava grande zelo pelas jovens vocacionadas. Deixa como mensagem: “Amemos a vida, dom gratuito que Deus nos dá. Vale a pena doar-se e viver pelo Reino de Jesus. Sinto-me realizada e feliz em pertencer à grande família das Irmãs de São José!”


Irmã Pierina partiu para a Casa do Pai no dia 26 de agosto de 2019, com 99 anos de idade e 77 de Vida Consagrada.


Querida Irmã Pierina, sabias ser agradecida e alegre. Alcança-nos a graça de sermos Irmãs generosas na gratidão. Ajuda-nos a sermos pessoas de doação, a viver os valores da simplicidade e da cordial caridade. Intercede por teus familiares e pessoas amigas, pelas Irmãs, enfermeiras e cuidadoras da Comunidade da Betânia.


                                                                                                                                        Descansa na paz do Senhor.






topo voltar