Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Artigos
14/07/2020
“Parada Solidária” oferece cultura, sabor e conhecimento

 A demora na espera pelo transporte coletivo em razão da pandemia pode ser um momento bem aproveitado. Os moradores do bairro Bom Fim, na cidade de Guaíba, podem utilizar o tempo para uma boa leitura ou para escolher um livro. A iniciativa denominada Parada Solidária, foi um modo que a comunidade das Irmãs de São José. As irmãs Ângela Maria Ribas, Laura Gavazzoni e Nilva Dal Bello encontraram para estimular a  leitura e a solidariedade neste cenário de incertezas.


O ponto de ônibus da Rua Siá Alice, instalado em frente à casa das religiosas tornou-se notícia nacional pelo caráter inovador da iniciativa. Quem espera o ônibus pode ler textos desde autoajuda até literatura brasileira, dependendo do gosto do passageiro.  A iniciativa foi implementada no início de junho e foi aprovada pelos usuários do transporte coletivo. A Ir. Laura salienta que a ação surgiu como uma maneira carinhosa de oportunizar às pessoas o cultivo intelectual com leituras que contribuem com ideias provocadoras de gestos solidários. “Esta ação singela quer estimular a difusão de pensamentos que estimulem o cuidado da vida, a solidariedade e o compromisso com o bem comum”.


Para evitar que os usuários não propagassem o coronavirus, as religiosas penduraram na parada um frasco de álcool em gel para auxiliar na imunização e uma lixeira para colocar as cascas de frutas, também disponibilizadas no local. Os resultados da atividade são maravilhosos. A religiosa relata que um catador ficou admirando os livros entristecido, porque não poderia usufruir também. Mas, encontrou um jeito. “Ele pegou um livro e levou para sua neta ler para ele”, conta emocionada Ir. Laura. “São pequenos gestos como esse que fazem a diferença na vida das pessoas. Essas atitudes nos enchem de entusiasmo e esperança”.


Elton Bozetto – RP 10.417


Envie seu comentário

*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar