Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Notícia
13/07/2017
Professora do PROJARI participa do Festival Mundial de Dança

Professora do PROJARI participa do Festival Mundial de Dança


A professora de danças de estilo livre do PROJARI, Rosaura Alvarez Alves, irá participar de 18 a 29 de julho do Festival Internacional de Danças de Joinville/SC. Este é um dos maiores encontros de danças clássicas, contemporâneas e folclóricas do mundo, que acontece na cidade  catarinense. O evento reúne integrantes de companhias de todo o planeta.


Durante o dia acontecem mais de 90 cursos de danças para professores e alunos, além de seminários para debate das tendências, mudanças e inovações neste campo da atividade artística. Rosaura participará de três cursos nas áreas de jazz avançado, seminário sobre importância da dança no desenvolvimento da criança e teatro musical. Este último será com o ator Miguel Falabella.   


Nos períodos noturnos, o festival promove espetáculos competitivos entre companhias de todo o mundo, em oito estilos de dança. "Decidi participar porque se trata de um festival com qualidade técnica inigualável. A gente aprende muito. Acredito que sempre precisamos nos aprimorar e atualizar para dar mais qualidade no aprendizado dos participantes das oficinas do PROJARI". O ex-participante do PROJARI, Alexsandro Barbosa de Souza, que cursa o sexto ano da escola do Ballet Bolshoi no Brasil, será uma das estrelas das apresentações do Festival de Dança de Joinville.

 

Mulheres dialogam sobre autoestima e realidade nacional


As mulheres que participam da Oficina Recriando a Vida com Ação e Reflexão realizaram nesta quinta-feira(13 de julho) uma rodada de diálogo sobre autoestima, relacionamento familiar e as mudanças conjunturais do país. A atividade integra o planejamento de formação humana integral e permanente do Programa de Segurança Alimentar desenvolvido pelo PROJARI em parceria com a Cáritas Arquidiocesana.


Durante o diálogo, a Ir. Nilva Dal Bello destacou a importância do amor próprio e do cuidado pessoal. "A gente precisa levantar todos os dias, lavar o rosto e se admirar, se dar um abraço para expressar que gosta de si mesmo. Isso torna o nosso dia mais agradável e nos inspira coragem para enfrentar as dificuldades". Elas também conversaram sobre a situação política, as mudanças aprovadas e o impacto das reformas na vida do trabalhador.


O risco das mudanças na legislação trabalhista está na sobrecarga de obrigações que impeçam as mulheres trabalhadoras de acompanharem a vida familiar e o desenvolvimento dos filhos. "Os prejuízos para o futuro da humanidade poderá ser incalculável". Por isso, a religiosa reafirmou  a importância de acompanhar o desenvolvimento dos filhos e ter atitudes de carinho e de adoção de limites para que eles tenham condições de enfrentar a vida com segurança.   

 





Galeria de imagens

(1 imagens)

Envie seu comentário!!!
*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar