Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Notícia
12/07/2017
Irmã Lucinda Moretti, Eterna Agricultora.

13ª Feira de Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos inicia nesta sexta em Juti

O tradicional evento é um legado vivo que foi protagonizado pela saudosa Irmã Lucinda Moretti, Eterna Agricultora.

 

Nos próximos dias 14, 15 e 16 de Julho, mais uma vez, o Município de Juti, será palco para a realização da 13ª Feira de Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos e o 6º Seminário Sobre Uso e Conservação do Cerrado do Sul do Mato Grosso do Sul.

 

Após 13 anos ininterruptos, o evento prossegue com os mesmos objetivos e ideais em prol da Agricultura Familiar, sustentado pela enorme força de vontade e criatividade dos seus atuais organizadores, apoiadores e voluntários, que inspirados no exemplo, garra e perseverança da saudosa Irmã Lucinda Moretti, principal responsável pela formatação da Feira das Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos do sul de nosso Estado.

 

Diante das excelentes expectativas para mais essa versão da tradicional feira, nada mais justo, que enaltecermos a nossa saudosa Irmã Lucinda Moretti, pelo seu extraordinário carisma, fibra, amor e incansáveis lutas em defesa da preservação das sementes crioulas e nativas e do bioma cerrado, patrimônio da humanidade.

 

A partir da década de 1970 no Mato Grosso do Sul, Irmã Lucinda da Congregação das Irmãs de São José de Chambéry, foi uma das pioneiras da CPT (Comissão Pastoral da Terra) e principal idealizadora da feira de Juti. Foi um ser humano muito ativo, extremamente competente, não escondia a sua paixão pelo cerrado, trabalhou incansavelmente pela produção e utilização das ervas medicinais para combater as doenças e desenvolvia seus trabalhos junto as comunidades rurais e indígenas.

 

Aos 70 anos de idade, Irmã Lucinda morreu vítima de um grave acidente automobilístico, ocorrido no dia 16 de agosto de 2013 na BR 163, interrompendo a sua grande missão de lutas em favor das comunidades indígenas e defesa dos pequenos proprietários rurais e trabalhadores assentados.

 

Diante da abnegada luta de Irmã Lucinda e de um determinado exército de instituições, amigos e parceiros, o evento ficou conhecido nos municípios de Glória de Dourados, Fátima do Sul, Caarapó, Campo Grande, Dourados, Ponta Porã, Amambai, Aquidauana, Sete Quedas, Japorã, Eldorado, Iguatemi, Tacuru, Mundo Novo, Aral Moreira, Antonio João, Ivinhema, Nova Andradina, Navirai e outras localidades da região, inclusive nos Estados de Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e outros. Estados.

 

Vale ressaltar que o nome do Município de Juti, cruzou fronteiras estaduais, sendo amplamente divulgado e reconhecido em razão de ser o palco desse tradicional e importante evento, que ora se prepara para a realização de sua 13ª versão, mantendo o grande legado de Irmã Lucinda, nossa Eterna Agricultora!

 

A produtora rural assentada Leila Dorce, professora da UFGD Zefa Valdivina, Irmã Lucinda Moretti e Milton Padovan da Embrapa Agropecuária Oeste (foto: Donizette Rojas)A produtora rural assentada Leila Dorce, professora da UFGD Zefa Valdivina, Irmã Lucinda Moretti e Milton Padovan da Embrapa Agropecuária Oeste (foto: Donizette Rojas)

 

O tradicional evento será realizado nesta sexta-feira, sábado e domingo, nas dependências do Salão Paroquial da Comunidade Santa Luzia, por meio da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Associação de Produtores Orgânicos de Mato Grosso do Sul (APOMS), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Embrapa Agropecuária Oeste, Instituto Cerrado Guarani e Prefeitura de Juti, contando com o apoio dos parceiros SEMACRO, Agraer, Banco de Sementes Crioulas Irmã Lucinda Moretti, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Câmara Municipal de Juti, PROEX, Cooperfamiliar de Juti e Amambai, RealH Nutrição e Saúde Animal, Naturaecon, UFMS, Faculdade Anhanguera de Dourados, Funai, Cresol MS, Fiocruz, Irmãs de São José Chambery, AADS, SINTRAF/Juti, FUNAI, Sindicato Rural de Juti, Frigorífico Juti e Rádio Criativa Fm Comunitária de Juti, 87,9 MHZ.






Galeria de imagens

(2 imagens)

Envie seu comentário!!!
*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar