Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Notícia
17/05/2017
Assembleia do Núcleo Bom Pastor - Curitiba/PR

A assembleia iniciou com um momento de acolhida feito pela Irmã Maria Pascuali, animadora do Núcleo, desejando a todas um bom encontro. Fez a retomada da assembleia anterior que tinha como tema: “Viver o dinamismo da Reconciliação e unidade nas periferias do nosso mundo fragmentado”. Texto de Ruth Patterson.


                              Cada núcleo explorou de maneira criativa o vasto conteúdo, muito rico, para nós Irmãs de São José. Como resultado do estudo e da meditação nasceu em cada subgrupo um compromisso:

1)           “Na unidade, abraçar a missão, ousando fazer novas todas as coisas”. À luz da Palavra de Deus, assumimos o compromisso de:

               Viver o sentido do sacramento do encontro, cultivando a ternura, o bem querer, entre nós e o próximo.

2)           À luz da Palavra de Deus ser Irmãs de:

               Misericórdia, na escuta, no olhar, no relacionamento e na reconciliação.

3)           “A luz da Palavra de Deus ser

               Presença de misericórdia,

               Acolhida alegre, Vida com leveza e compromisso responsável.


 A Ir. Luiza Rodrigues dirigiu palavras de ânimo dizendo que estamos aprofundando o tema MISSIONARIEDADE; esse tema está no nosso Plano trienal e uma das linhas de ação que vimos no Capítulo Geral, foi a missão (...) e trouxemos para a assembleia , esse bem-querer, a alegria de estarmos juntas, a leveza nas relações, um conhecimento maior, um conhecimento mútuo. É um momento de darmos corpo a essa nova organização nossa e um dos aspectos é olhar a nossa realidade e a missão como Província, a nossa presença nas várias realidades e como queremos continuar nosso Capítulo Provincial e é dentro desta orientação que estamos fazendo esta Assembleia.


A Ir. Cecília Berno, veio assessorar a nossa Assembleia e conduziu os trabalhos com muita experiência e sabedoria.

Desafiou-nos com uma Dinâmica: Tapeçaria do Pe. Médaille, cada fita de uma cor- significado da expressão da vida.

Cada cor das fitas rezamos a vida também dos nossos irmãs mais sofridos: Quem falará por eles?


Deu-se continuidade a este momento de espiritualidade: A tapeçaria do Pe. Médaille. Iniciou-se com o mantra: Onde Reina o Amor- e o texto de Genesis 12,1- 4.  Depois aconteceu o momento de construção, a partir da memória da nossa vida em missão, com cores de fitas diferentes.  Houve um momento de contemplação da tapeçaria, com a pergunta: o que ela me diz. O lugar da missão é onde nós/ eu amo. É ali que eu vivencio o meu contributo. Deus em nossos corações e nós no coração de Deus! Dessa harmonia, fluem palavras, gestos e atitudes humanizadoras, porque, como mulheres de Deus, integramos Mística, Profecia na Missão.


Devemos nos perguntar: Como eu vivo a minha profecia? Que tipo de presença eu sou?


Qual é a missão de Cristo, a não ser de revelar ao mundo o infinito amor misericordioso de Deus Pai e para que todos tenham vida e vida em abundância. É um estilo de vida  que somos chamadas a Ser e Viver. Ser e Viver, este é o enfoque. O mundo tem sede e fome da nossa presença. Não do que fazemos, mas do que significamos.


À tarde os trabalhos iniciaram com um momento de troca de experiências sobre a vida e missão de cada uma, em grupos de três Irmãs. Depois aconteceu a ressonância da partilha no grupo ou da partilha da manhã.


Elementos decisivos e fundamentais para a vida religiosa:

               Vida de oração -Vida comunitária – Missão.

Os trabalhos do dia foram concluídos com uma Oração, onde cada comunidade foi convidada a refletir e a expressar um compromisso, a partir do que foi trabalhado no dia, e, depois, Ir. Luiza, como o Bom Pastor, enviou e abençoou as Irmãs por comunidade.

• A oração pessoal é muito importante, é fundamental.

• Na oração que estamos falando, eu sempre penso na Eucaristia – nós somos irmãs da Eucaristia – a presença de

   Jesus, real na Eucaristia, eu olho pra ele e ele olha pra mim. Dar um relevo na Eucaristia.

* Um desafio que temos na nossa vida consagrada é a Vida Comunitária.

       * A partir da retomada do dia anterior fez-se um trabalho de grupo com a seguinte pergunta:

 

* A partir das provocações sobre a Missionariedade, como vislumbramos nossa presença e engajamentos na

   região onde nos encontramos. Onde reforçar ou abrir novas frentes?

 

( Ir. Maria Pascuali)






Galeria de imagens

(3 imagens)

Envie seu comentário!!!
*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar