Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Irmã Anna Pasuch

 14/01/2029     25/08/2017



PROVÍNCIA DAS IRMÃS DE SÃO JOSÉ DE CHAMBÉRY NO BRASIL  

                         NÚCLEO SAGRADA FAMÍLIA

                                

                                                                          IRMÃ ANNA PASUCH


                                                                                                                     (Ir. Teresa Francisca)

                                                                                                                     *14/01/1929

                                                                                                                    +25/08/2017

 

                                                                                                 “O Senhor é meu Pastor, nada me faltará”. Sl 23

 

Aos 14 dias do mês de janeiro de 1929, em Guararapes, 2º distrito de Antônio Prado, na família de Francisco Pasuch e Thereza Confortin, nasceu a menina ANNA – 16ª entre os 19 filhos do casal. Fé profunda e vivência dos preceitos evangélicos marcaram todos os membros da família, abençoada com vocações sacerdotais e religiosas. Poucos dias após seu nascimento, foi batizada na Matriz São Pedro e São Paulo de Nova Roma, onde também foi crismada em 1933.


Desde os sete anos, Anna desejava ser Irmã. Embora não conhecesse as Irmãs, pensava que viviam juntas na Igreja, rezavam e davam catequese. E era esse tipo de vida que ela também queria. No dia de sua 1ª Eucaristia, sentiu um forte impulso de Cristo que a chamava a doar-se toda a Ele.


Aos 14 anos, começou sua caminhada vocacional entrando no Juvenato. Aos 26 de fevereiro de 1947, iniciou a etapa do Postulado, no Convento São José, em Garibaldi. No dia 08 de dezembro do mesmo ano, festa da Imaculada Conceição, foi admitida ao Noviciado recebendo o hábito e o nome religioso de Irmã Teresa Francisca. Consciente do que estava assumindo, no dia 09 de dezembro de 1948, pronunciou os Votos Temporários de Pobreza, Castidade e Obediência na Congregação das Irmãs de São José, tendo como lema inspirador de sua jornada: “Seguir Cristo Caminho, Verdade e Vida e servir o próximo, em especial, as Irmãs e os pobres”.


Ao longo de seus 68 anos de Vida Consagrada, atuou em várias comunidades nos municípios de Maximiliano de Almeida, Marcelino Ramos, Cacique Doble, Rio Grande, Montenegro, Caxias do Sul, Jaquirana, Guabiju, Guaíba e Porto Alegre. Nos primeiros anos de missão, dedicou-se à educação como professora. Depois, com muita habilidade, exerceu a função de costureira e serviços diversos. A partir de 1979, assumiu atividades junto ao povo, como: ensino de corte e costura e pintura em tecido, pastoral popular, ação social, Ministra da Eucaristia na Paróquia, na comunidade e a domicílio. Gostava muito de cultivar a terra plantando e semeando verduras e flores. Na pastoral da saúde, visitava os doentes e idosos nas famílias e também, auxiliava no cuidado de Irmãs hospitalizadas. Enfim, estava sempre disponível a ajudar quem quer que fosse e de diferentes maneiras. Nos últimos dois anos, na Comunidade São Luiz, era responsável pela limpeza e preparação do refeitório, e participava  do projeto de confecção de artigos artesanais em favor dos pobres.


A vida de Irmã Anna foi marcada por muita simplicidade, disponibilidade, generosidade .  Sempre pronta para servir.


A vida de Jesus a marcou profundamente, por isso diariamente fazia sua meditação sobre o Evangelho do dia e ali buscava alimento para sua vida interior. Sua maior alegria foi “viver a Vida Religiosa, que apesar de não ser fácil, é muito bela”.  Suas grandes devoções eram Jesus Cristo - nosso Libertador, Nossa Senhora - Maria do Sim, e São José - nosso grande Padroeiro.


Amava ternamente seus familiares tendo-os presentes em suas orações. Dedicava especial carinho a seus sobrinhos sacerdotes e a sua irmã religiosa, Irmã Cecília Pasuch,  acompanhando-os em sua missão.


Em 2016, Irmã Anna  foi submetida a uma cirurgia para corrigir sua dificuldade de deglutição que, sem êxito, lhe ocasionou  muito sofrimento. Então, a partir de 21 de  janeiro de 2016, passou a ter cuidados especiais na Comunidade Nazaré.


Em 2017, para atender seu desejo, foi submetida a novos procedimentos de alto risco, que lhe ocasionaram, também, grande sofrimento assumido na fé e na aceitação da vontade divina.  


Perguntada sobre sofrimentos, doenças, e os limites da idade,  assim se expressava: “Não tive grandes sofrimentos e doença. Obrigada, Senhor, pela vida longa. Ofereço, todos os dias, através dos merecimentos de Jesus Cristo, tudo o que foi bom e o menos bom, para que Ele os purifique. Entrego minha vida a Ele todos os dias até a morte, e  se eu não tiver mais consciência,  já digo recebe, Senhor, tudo no teu grande Amor. Amém.


Aos 88 anos de idade e 68 de Vida Religiosa, Irmã Anna foi acolhida na casa do Pai, no dia 25 de agosto de 2017, às 12 horas.


 

Querida Irmã Anna,

Obrigada por seu testemunho de vida!

Vida toda dedicada a serviço de Deus e dos irmãos.

Obrigada pelos bons momentos que caminhamos juntas

no seguimento de Jesus Cristo.


Agora que está nos braços do Pai, interceda por seus familiares, sua Congregação, especialmente por sua Província para que sejamos fiéis a nossa Missão de Comunhão.


No eterno face a face com Deus, reze por nós e por todos os que fizeram parte de sua história: médicos, enfermeiras, Irmãs e outras pessoas que cuidaram de você.


Obrigada, Irmã Anna!

 

                                            Porto Alegre,  25 de agosto  de 2017.




topo voltar