Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Irmã Theresa Pasa

 24/07/1922     29/05/2017



CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS DE SÃO JOSÉ DE CHAMBÉRY NO BRASIL


Irmã Theresa Pasa

* 24.07.1922

                                      + 29.05.2017

 

“Pela qualidade das relações fraternas entre nós e com os outros, a comunidade tornar-se-á sinal do amor de Deus!”


Esse número 51 das Constituições das Irmãs de São José reflete a vida de Irmã Teresa, pois ela soube testemunhar o amor de Deus amando de forma desinteressada os irmãos e as irmãs.


Irmã Teresa nasceu no dia 24 de julho de 1922 em Nova Roma do Sul, RS. Seus pais, Giacomo Pasa e Luiza Bet Pasa, tiveram 13 filhos e souberam oferecer-lhes um ambiente de paz, de harmonia, de oração e fé, valores que acompanharam Ir. Teresa durante toda sua existência.


Na família, são cinco filhos que seguiram a Vida Religiosa Consagrada: três Irmãos Maristas e duas Irmãs na Congregação das Irmãs de São José: Rosa e Teresa.


Irmã Teresa deixou-se cativar pelo Senhor que a convidava a segui-Lo como discípula que escuta e vive a Palavra de Jesus. Fez seu primeiro engajamento na Congregação no dia 18 de outubro de 1943, aos 21 anos de idade.


Por onde Irmã Teresa passou, viveu e serviu, deixou marcas de Fé, disponibilidade, serviço, simplicidade e alegria. Não se prendia a lugares, pessoas ou a trabalhos. Para ela, tudo era missão porque era feito com amor e obediência a Deus. Em sua trajetória como Irmã de São José viveu e exerceu diversas funções no Colégio Regina Coeli, em Veranópolis, Colégio São José em Garibaldi, Caxias do Sul e Pelotas. Residiu e atuou ainda nas Comunidades da Rua Gonçalves Chaves, Bairros Santa Teresinha e Areal, em Pelotas. Em 1990, mesmo com sacrifício, atendeu ao pedido de ajudar na Comunidade do Noviciado em Alvorada, RS. Em 2000, integrou a Comunidade de Formação no Bairro Pioneiro em Caxias do Sul. Irmã Teresa encantava as jovens pelo seu jeito de ser marcado pela simplicidade, verdade, alegria e ao mesmo tempo porque sabia ser firme e exigente.


O texto do Evangelho de Lucas onde Jesus fala da semente, da terra e do Semeador era força e sustento na Vida Espiritual. Gostava de questionar-se: que tipo de terra sou e quais os frutos que eu produzo?

A Oração diária pessoal, baseada na Palavra de Deus, nas Constituições e na realidade, sustentava a vida de fé e da vivência radical do Carisma de Comunhão. Ela não se contentava com o pouco. Aproveitava de todas as oportunidades que lhe eram oferecidas para seu crescimento pessoal. Alegrava-se com o bem e o sucesso das Irmãs, tinha grande amor à família e à sua terra natal. Partilhava com saudades os tempos de infância, da Escola e da Comunidade Igreja. Eram vivências alegres, sadias, simples, cheias de amizades e coleguismo.


Como Padre Jean Pierre Médaille, fundador da Congregação das Irmãs de São José, passava longo tempo na contemplação da Eucaristia e como ele cultivava grande amor a Maria e a São José.


No ano de 2012, com a saúde já fragilizada, passou a integrar a Comunidade da Betânia, em Garibaldi.  Continuou, junto às Irmãs, sendo aquela presença de paz, de escuta, de conforto e de serviço.


Querida Irmã Teresa, nesse momento em que te damos nosso adeus, queremos elevar nosso hino de ação de graças a Deus pela tua passagem na família e entre nós, Irmãs de São José.  Intercede a Deus por nós, pelos teus familiares, em especial, pela Irmã Rosa e pelas jovens que tanto amaste para que tenham a coragem de seguir Jesus nestes tempos conturbados da História da humanidade. Ajuda-nos a viver o que nos deixaste como mensagem ao celebrar teus 60 anos de Vida Consagrada: “Fazer de nossas comunidades religiosas lugar de amizade e de oração, onde se partilham sofrimentos, alegrias e esperança.”


Que o Senhor da Vida, do Amor e da Misericórdia te acolha bem junto de si e te dê a paz e a luz eterna. Amém!


Garibaldi, 29 de maio de 2017.








topo voltar