Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Irmã Lourdes Teresinha Pastore

 30/04/1935     06/09/2016



Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil

Irmã Lourdes Teresinha Pastore

                                                                                                             * 30.04.1935

                                                                                                             + 07.09. 2016

 

“Senhor, eterno é vosso amor e vossa misericórdia; não abandoneis a obra de vossas mãos.”


Irmã Lourdes Teresinha Pastore nasceu em Antônio Prado, RS, no dia 30 de abril de 1935. Seus pais, Martin Pastore e Maria Soso Pastore, tiveram nove filhos. Duas seguiram a Vida Religiosa Consagrada: Irmã Lourdes, na Congregação das Irmãs de São José e Irmã Rosa Margarida na Congregação das Irmãs Murialdinas de São José.


Irmã Lourdes salientava em suas conversas o quanto era grata à sua Família, em especial, aos pais pela formação cristã que recebeu no lar, pelo aconchego fraterno que viveu até perceber o chamado que o Senhor lhe fazia para um seguimento mais radical a Jesus. Mas foi na perseverança fiel aos ensinamentos dos pais, na oração constante, na generosidade que Irmã Lourdes assumiu seguir Jesus, na Vida Religiosa Consagrada.


Suas atividades, funções exercidas, trabalhos, responsabilidades, tudo era feito na unidade e no amor a Deus. Gostava de repetir a frase que Jesus nos diz em S. João 15, 5: “Quem permanece em mim e Eu nele produz muito fruto porque sem mim nada podeis fazer”. Onde era solicitada para prestar um serviço, lá reconhecia e acolhia a Vontade de Deus. Sempre expressou um grande zelo pela expansão do Reino de Jesus. Desejava, como Jesus, manifestar a Glória de Deus.


No dia 17 de dezembro de 1954, aos 21 anos, Irmã Lourdes fez a Primeira Profissão Religiosa em Garibaldi.


Como Irmã de São José trabalhou durante 16 anos intercalados no Hospital Psiquiátrico São Pedro em Porto Alegre. Exerceu ainda suas atividades, servindo as Irmãs com alegria, carinho e muita criatividade, nas comunidades do Colégio São José de Caxias do Sul, na Escola Santa Inês de Garibaldi, Dom Fernando e Madre Teodora em Porto Alegre, José do Patrocínio e Laranjal em Pelotas; Rua Vinte de Setembro, Madre Justina Inês e Rua Garibaldi em Caxias do Sul.


Soube aproveitar das oportunidades que lhe eram oferecidas para crescer no conhecimento de Jesus e fundamentar a fé na Palavra de Deus: Retiros, Formação Permanente, encontros de estudo e oração. “Foram esses momentos que me ajudaram a descobrir e dar à minha vida seu verdadeiro sentido.”


 Era de saúde muito frágil que exigia dela cuidados especiais. Por isso, a partir de 2001, passou a residir nas Casas de Tratamento de Saúde da Congregação em Porto Alegre e Caxias do Sul. Em 2008, foi para a Comunidade da Betânia em Garibaldi. Ninguém que a conheceu pode negar o tamanho de seu sofrimento causado pela doença que a tornava frágil, tendo, por vezes, reações inconscientes ou involuntárias. Durante esse tempo foi um testemunho de fortaleza. Não reclamava, aceitava sofrer em silêncio e não perdeu a esperança nem a alegria. Nunca deixou de acolher as pessoas que dela se aproximavam.


A fidelidade à oração diária, a humildade, a simplicidade, a doação generosa fizeram dela uma pessoa sensível às necessidades dos outros. Dizia que a Eucaristia era o “Manancial” que preenchia suas aspirações, seu coração e lhe dava alento nas dificuldades e sofrimentos.


Quando recebia visita dos familiares, expressava-se com alegria e gratidão. Perguntava pelos demais parentes e prometia rezar por todos.


Ao celebrar o jubileu de Ouro de Vida Religiosa Consagrada, Irmã Lourdes Teresinha Pastore deixou transparecer toda sua gratidão a Deus, à família, à Congregação. Dizia que celebrar 50 anos de Vida Religiosa é um acontecimento que de certa forma culmina a Consagração Religiosa, recordando os imensos benefícios de Deus que marcaram sua vida. Viveu com intensidade seu lema de Vida: “Nada te recusarei, Maria Imaculada”.


Querida Irmã Lurdes Teresinha Pastore, podes dizer como São Paulo: “Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. Desde já me está reservada a coroa da justiça que me dará o Senhor naquele dia” (2ª Tim 4, 7).


Intercede junto a Deus por nós, Irmãs de São José, por teus familiares e por toda a Igreja. Que tenhamos a graça e a força para doar nossa vida em favor da vida das pessoas que sofrem e as que são marginalizadas. Alcança-nos do Senhor da Messe Vocações firmes e decididas no seguimento a Jesus. Que Maria Imaculada a quem serviste com amor te acolha e te conduza a Jesus, Caminho, Verdade e Vida.


                                                                                                                                                                                       Garibaldi, 07 de setembro de 2016.








topo voltar