Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Irmã Iva Bosquetti

 29/09/2013     11/08/2016



Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil




Irmã Iva Boschetti

* 27. 09. 1913
+ 11.08. 2016


Irmã Iva teve uma longa vida, 102 anos, rodeada de amigos, espalhando alegria e paz e de uma profunda entrega e intimidade com Deus.
Aos 22 anos fez sua entrega total a Deus na Vida Religiosa Consagrada na Congregação das Irmãs de São José. E desde cedo compreendeu que para ser feliz na Vida Religiosa faz-se necessário discernir qual a Vontade de Deus na própria vida e na missão e confiar ternamente no Senhor.


A atitude de Jesus disponível à Vontade do Pai: “Aqui estou! Vim para cumprir, ó Deus, a tua Vontade” foi a grande luz e força na Vocação de Irmã Iva, que nasceu no dia 27 de setembro de 1913, em Veranópolis, RS. Seus pais, Luiz Boschetti e Elisa Andolfato, pessoas de profunda convicção religiosa, incutiram no coração dos nove filhos grande amor à vida, à oração, à verdade e ao trabalho. Irmã Iva lembrava com saudade dos momentos de convivência familiar, de oração e de participação na Comunidade Igreja. Dizia com orgulho que, com cinco anos, fez a Primeira Comunhão, que era catequista, rezava o terço e fazia a Via Sacra com o povo na capela onde nasceu. Com isso, foi cultivando e perseverando fiel ao chamado que Deus lhe fazia para seguir Jesus Cristo na Vida Religiosa, sonho que concretizou aos 22 anos, pois percebia que os pais e os irmãos menores precisavam de sua presença e ajuda.


Fez o Primeiro Engajamento na Congregação das Irmãs de São José no dia 22 de novembro de 1939. Mais dois irmãos seguiram a Vida Religiosa: Irmã Leonardina, Irmã de São José e Frei Pio.


Irmã Iva por muitos anos exerceu atividade que exigia dela espírito de liderança, capacidade de discernimento, acolhida e amor às pessoas menos favorecidas e sofredoras. Era pessoa tranquila, de paz, de reflexão e prudente no falar e no fazer. Nos lugares por onde passou tinha bem presente que devia imprimir a santidade nos lugares onde era enviada.


Iniciou sua atividade como Irmã de São José no Colégio São José de Garibaldi. Foi fundadora da Escola Nossa Senhora do Brasil em Maximiliano de Almeida. Foi professora de Séries iniciais em Concórdia, SC; Trabalhou na Creche Auxiliadora em Porto Alegre e em Vila Segredo. Por 15 anos dedicou sua vida no Hospital Psiquiátrico São Pedro. Marcou presença ainda nas Comunidades Machado de Assis em Porto Alegre e nos Bairros Salgado Filho e Cruzeiro em Caxias do Sul e por 17 anos em Pinto Bandeira. Em várias comunidades religiosas exerceu a função de Coordenadora e dedicava-se à Pastoral Popular, visitando as famílias e como Ministra da Comunhão e catequista.


Gostava de ornamentar o altar de Nossa Senhora do Rosário em Pinto Bandeira. Confeccionava cobertores, sapatinhos e diversos outros agasalhos para crianças e pessoas pobres.


Era muito devota do Sagrado Coração de Jesus, cultivava grade amor à Sagrada Eucaristia e se espelhava na simplicidade e humildade da Sagrada Família de Nazaré.


Em 2004, recolheu-se na Comunidade da Betânia, mas não se encolheu no seu espirito alegre, comunicativo e acolhedor. Sempre foi pessoa de muita esperança e fé.


Irmã Iva traduzia na sua vida o que Padre Médaille desejava que cada Irmã de São José tivesse: “um Coração do tamanho da Igreja!”
Querida Irmã Iva, muito temos a admirar e agradecer por tua vida tão rica do amor de Deus e tão humana com teus irmãos e irmãs. Obrigada, Irmã Iva.


Agora junto de Deus, intercede pela juventude para que responda generosamente ao chamado à Vida Religiosa Consagrada. Intercede por todas nós para que vivamos, com fidelidade, a resposta que demos a Cristo como Irmãs de São José. Intercede as bênçãos de Deus para as Enfermeiras e Profissionais da Saúde que muito cuidaram de ti.


Pedimos que o Senhor te acolha no seu Reino de amor e misericórdia.
Olha e intercede por nós. Tu nos dizias: “Se quiserem chegar à idade em que me encontro e muito feliz, sejam fiéis ao chamado e tenham confiança em Deus!” Que sejamos capazes disso!

Garibaldi, 12 de agosto de 2016.


topo voltar