Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Maria Odete Marini

 06/03/2021     15/06/2016



Congregação das Irmãs de São José de Chambéry no Brasil


                                                                                                                 Thereza Joanna Marin

                                                                                                                               * 06/03/1921

                                                                                                                                                                      + 15/06/2016

 

Irmã Thereza Joanna (Maria Odete) nasceu no dia seis de março de 1921 em Pinto Bandeira, RS.


Seus pais, Domingo Marini e Angela Beluzzo, tiveram 11 filhos, três deles seguindo a Vocação Sacerdotal e Religiosa: Padre Domingos e Irmã Flora, Passionistas e Irmã Maria Odete, da Congregação das Irmãs de São José.


Irmã Maria Odete, em suas conversas, recordando os felizes momentos vividos no seio da família, gostava de lembrar que o pai dedicava tempo para rezar e ler a vida dos Santos e depois partilhava com os filhos. Da mãe, lembrava muito a alegria e o amor com que cuidava dos filhos, sem fazer distinção entre eles.


Como Religiosa, Irmã Maria Odete, fez de sua vida uma doação ao Senhor e aos irmãos e irmãs pela entrega generosa e dedicada, colocando seus dons e qualidades a serviço do bem e da saúde das pessoas.


Em 1940, após o Noviciado, de Garibaldi foi para o Colégio São José de Pelotas, sendo uma das responsáveis das jovens que lá viviam como internas. Trabalhou ainda no Colégio Sevigné, Porto Alegre, no Hotel Mosteiro em Garibaldi, no Hospital Pompeia em Caxias do Sul, além das diversas comunidades das Irmãs em Caxias do Sul, sempre dedicada, acolhedora, serviçal e comunicativa.


Irmã Maria Odete não desperdiçava as ocasiões que lhe eram oferecidas para melhor servir. Zelava pelo cultivo pessoal. Procurava estar sempre atualizada nos acontecimentos do Mundo, da Igreja e da Congregação.  Fez curso de curta duração de Massagista, Relações Humanas, Fisioterapia e Etiqueta Hospitalar. Muitas pessoas certamente ainda lembram das massagens feitas por ela. Dava grande valor ao dom da vida. Procurava cultivar esse dom vivendo, no dia-a-dia, a entrega do seu ser, do que fazia, dos seus sonhos ao Senhor, atualizando e renovando sua consagração religiosa constantemente. Para isso, reavivava as motivações que a levou a assumir a opção radical por Jesus na Congregação: “Viver em unidade com as Irmãs, a vida de oração, o silêncio, a união com Deus, a Eucaristia”. Ela dizia: “Para viver feliz é importante manter-nos unidas, fraternas e solidárias com todas as pessoas”. Cultivava o desejo de ver um mundo mais justo, onde a distribuição dos bens fosse mais igual.


Irmã Maria Odete deixou a marca do bem expresso no valor dado ao momento presente, à caridade, à comunhão com as pessoas, em especial, com as Irmãs da Comunidade nos lugares por onde passou. Era pessoa otimista. O sorriso acolhedor era o particular nas suas relações fraternas. Fiel aos seus compromissos da Vida Religiosa, soube priorizar a Vida de Oração, o cultivo da fé, a vivência dos Conselhos Evangélicos, a Caridade e a Simplicidade.


Por longos anos, dedicou sua vida servindo às Irmãs, nas diversas comunidades, convicta de que por sua presença simples, discreta, serviçal e por vezes oculta e desconhecida, assemelhava-se à presença de Jesus na Eucaristia.


Em 2010, com saúde fragilizada, integrou a Comunidade da Betânia.


Querida Irmã Maria Odete, partiste para a Casa do Pai. Ainda estavas conosco no grande momento em que as Irmãs reunidas em Assembleia em Garibaldi, decidiram dar ao “Núcleo 2” o nome de “Caminho Novo”. Acreditamos que esse “Caminho Novo” te conduziu à Casa do Pai onde estás em comunhão com tantas das nossas queridas Irmãs com quem convivemos e trabalhamos.


Ajuda-nos a cultivar a fé no Deus Trindade, fiel e misericordioso. Tu mesma nos dizias: “Se Ele chama e envia, vai sempre à nossa frente, preparando-nos agradáveis surpresas”. Intercede por todas nós, Irmãs de São José, teus familiares e pessoas amigas. Intercede pelas tuas Irmãs da Comunidade da Betânia, pelas pessoas que de ti cuidaram suavizando as dores e o sofrimento pelo carinho e atenção.


                                                                                                                                Descansa na paz e na Luz do Senhor.

                                                                                                                                     Garibaldi, 15 de junho de 2016

topo voltar