Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Memorial Saudades

Irmã Leonilda Scroziatto

 12/09/1926     07/11/2015



CONGREGAÇÃO IRMÃS DE SÃO JOSÉ
PROVINCIA DO PARANÁ 



 
                               Irmã Leonilda Scroziatto

                                     *   Nascida:  12 de setembro de 1926

                            +  Falecida: 07 de novembro de 2015

 

“ Eu Te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra,
 porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos e as
revelastes aos pequeninos. Sim,  Pai, porque assim foi do teu agrado.” (Lc 10, 21)

 

Leonilda nasceu em Curitiba, dia 12 de setembro de 1926, filha de José Scroziatto e de Rosa Bondotte. De origem italiana, a família cultivava os costumes italianos e era formada nos princípios cristãos. Dedicava um amor muito grande às celebrações das festas de Natal, Semana Santa e Páscoa. Participava de todos os momentos celebrativos. Eram dez irmãos e Leonilda era a 4ª filha. Ela contava que nunca viu os pais brigarem, mesmo nas dificuldades. Sua família era muito alegre e feliz.

A motivação de Leonilda para se consagrar à vida religiosa iniciou após um retiro na casa das Irmãs. Ficou edificada com a vida e o ser das Irmãs. Sentia paz e alegria. Assim, descobriu a sua vocação. Ingressou para a Congregação das Irmãs de São José, no dia 08 de junho de 1945. No período de formação sentia alegria, felicidade na convivência com as Irmãs e no período de estudo sobre o Carisma e a Espiritualidade da Congregação. Celebrou sua Primeira Profissão, no dia 21 de janeiro de 1947 e a Profissão Definitiva no dia 29 de janeiro de 1952.

 Foi uma missionária nos lugares onde trabalhou: Recolhimento Petrópolis–RJ, feliz em servir os pobres em Cristo. Sofria com o jeito de lidar de certas pessoas com os pobres; no Pequeno Lar São José –RJ, o que mais a impressionou foi a celebração da “Tarde Sagrada”, encontro realizado com o Padre Victor Coelho, no Domingo de Ramos; Trabalhou na Creche São José- Itamarati- Petrópolis – RJ; Voltou para o Recolhimento-RJ, como coordenadora. Passou por dificuldades financeiras. Resolveu, então, colocar Jesus como comandante, São José como tesoureiro, Nossa Senhora como Conselheira e Mãe, São João Bosco como Pedagogo. Fez uma construção sem orçamento. Quando lhe perguntaram quem pagaria, respondeu: “As crianças rezam e São José não falha.”

O Senhor Eugênio Guidon que a escutou disse, ao completar 90 anos: “Eu queria ter a fé de Irmã Leonilda. Esta notícia foi divulgada no jornal o GLOBO do Rio de Janeiro. Partindo deste testemunho, vários empresários assumiram ajudar Irmã Leonilda em todas as necessidades da sua missão na obra do Recolhimento. Em seguida, voltou para a Creche Itamarati, por mais 4 anos. Depois, no Lar dos Meninos de São Luiz- em Curitiba/PR. Mais 4 anos, no Lar São Vicente de Paulo – Lapa/PR. Se fosse possível Irmã Leonilda gostaria de libertar os pequeninos e necessitados de todos os sofrimentos, tamanha era sua generosidade, seu amor misericordioso diante de uma realidade problemática e de pobreza. No dia 06 de setembro de 2009, fez parte da Comunidade Central, Curitiba/PR, para tratamento de saúde. Em 2011, foi para a comunidade Nossa Senhora de Lourdes, Curitiba/PR, como Coordenadora. Irmã Leonilda exerceu esta missão com uma total disponibilidade e, a exemplo de Jesus,cuidou, sem medir esforços e sacrifícios, das Irmãs doentes a das acamadas com bondade, alegria, carinho, dedicação e amor, fazendo, cada dia, a oferta, de sua vida e a das Irmãs  nas mãos amorosas de Deus Pai/Mãe. Era muito piedosa. Tinha uma devoção especial a São José, a Nossa Senhora e à Celebração Eucarística, onde hauria força, coragem,  alegria e amor. Transformou a Comunidade num pequeno oratório.  

Irmã Leonilda era muito dinâmica, criativa, gostava de fazer pequenas delicadezas  às Irmãs,  proporcionando-lhes momentos alegres e felizes.

Sua família era muito ligada à Irmã Leonilda e ela mantinha relações de amor, de carinho e de cuidado para cada parente. Sempre que dispunha de tempo, sentia-se alegre e feliz em poder visitar os seus entes queridos, deixando esta mensagem: “Não tenham medo, seguir Cristo é uma aventura, seja qual for a sua vocação.”

Era acolhedora, recebia com alegria os familiares e todos/as que visitavam as Irmãs.

Contava com a graça do Senhor, na certeza de que Ele caminhava com ela e agia por ela. Deixou-nos um exemplo de dedicação, de alegria, de serviço e de amor ao Senhor e aos irmãos/ãs.

Querida Irmã Leonilda, as Irmãs da Congregação e sua família agradecem  a sua alegre e exemplar vida Consagrada, numa entrega plena, fiel e oblativa, sendo um sinal do Amor de Deus  à Humanidade.

Combateu o bom combate, guardou a fé, partiu da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes para a Casa do Pai, dia 07 de novembro de 2015, com 89 anos de idade e 68 anos de vida consagrada, para cantar eternamente as alegrias e as maravilhas do céu, juntamente com a Trindade Santa e com todos os Anjos e Santos.

 Ao Deus da ternura, agradecemos pela presença de Irmã Leonilda entre nós e por todo o bem que realizou à Igreja, à Congregação e à Família. Que ela nos proteja e nos ajude a bem trilharmos os novos caminhos, segundo o coração de Deus, e que possamos, a seu exemplo, testemunhar a alegria de Cristo Ressuscitado em nossa vida e missão.                                   

ORAÇÃO A SÃO JOSÉ 

Lembrai-vos ó São José, que jamais se ouviu dizer

que alguém tivesse invocado

vossa proteção e implorado vosso auxílio

e não fosse por vós atendido.

Com esta confiança, dirigimo-nos à vossa presença.

A vós com fervor nos recomendamos.

Enviai à Igreja, vocações sacerdotais,

Religiosas e leigas comprometidas

Com a construção do Reino de Deus.

Olhai com solicitude para as nossas famílias e

Comunidades, a fim de que guardemos

com fidelidade o dom da fé e da consagração batismal,

que nos une a Cristo e nos coloca a serviço do seu Reino.

Não desprezeis as nossas súplicas, mais dignai-vos

a colhê-las favoravelmente. Amém! 

topo voltar