Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Nossa História - Província de Lagoa Vermelha
 
IRMÃS DE SÃO JOSÉ
PROVÍNCIA DE LAGOA VERMELHA-RS
O Grão de Mostarda
 
O “Pequeno Projeto” de Jean Pierre Médaille, lançado no solo fértil de Puy, França - 1650, produziu muitos frutos.
Crescendo, como Congregação das Irmãs
de São José, estendeu-se em diversas cidades da França.
Apelos vindos de múltiplos lugares fizeram com que as Irmãs se espalhassem até os países mais longínquos.
 
 
No estado do Rio Grande do Sul, Brasil, mediante pedidos insistentes dos Freis Capuchinhos, as Irmãs de São José deram início à missão, chegando em terra gaúchas, em 23 de dezembro de 1898, no então povoado de Conde d´Eu, hoje, Garibaldi.

O início da missão das Irmãs de São José, no Rio Grande do Sul foi uma resposta às necessidades do povo: catequese, educação, saúde, como formas de evangelização.

Rapidamente multiplicaram-se os estabelecimentos de educação, saúde e obras sociais .As fundações começaram a atingir um raio sempre maior, tornando-se necessário o desmembramento da sede central.
 
 
Nova estrutura de organização
 
Em 1963, a Província de Garibaldi desmembrava-se, formando as Províncias: Porto Alegre e Caxias do Sul.

Um ano após, novo desmembramento formando três Províncias: Caxias do Sul, Porto Alegre, Lagoa Vermelha. e, em 1981, Maranhão.
 
 
A província de Lagoa Vermelha
 
A aprovação oficial da Província de Lagoa Vermelha aconteceu em 14 de setembro de 1964. A sede provincial, sita à rua Borges de Medeiros, 719, estende sua missão de Comunhão, desde o nordeste do Rio Grande do Sul, ao sudeste de Santa Catarina, ao extremo sul da Bahia e Espírito Santo.

As Irmãs de São José chegaram em Lagoa Vermelha com os mesmos objetivos pelos quais as Irmãs partiram da França, rumo às terras gaúchas, dedicando sua vida na missão evangelizadora, através da formação religiosa, cultural e educacional do povo.

A missão da Província, inicialmente, atingiu alguns setores básicos como, saúde, educação, pastoral diversificada e administração. Foi se construindo num momento de profundas mudanças tanto no mundo, como na Igreja e Congregação.
 
As transformações na década de 60 Casa Provincial Lagoa Vermelha interferiram positivamente na formação da Província que surgia, desafiando-a na fidelidade ao Carisma de Comunhão.

A partir de 2003, interpelada pelas necessidades locais, nacionais e internacionais, lugares de inserção da Congregação e, por um apelo do Conselho Geral, a Província de Lagoa Vermelha se organizou em Regiões para melhor viver a comunhão na participação.

A nova estrutura está constituída: em quatro Regiões: Lagoa Vermelha; Vacaria; Santa Catarina-Rio Grande do Sul e Bahia/Espírito Santo.

A Missão da PROVÍNCIA DE LAGOA VERMELHA se expressa atualmente em: Obras educacionais e hospitalares; Missões além Fronteiras; Pastorais Sociais; Pastoral Popular contribuindo na formação de lideranças, organização do povo; Pastoral Indigenista;
Pastoral da Juventude; Pastoral Vocacional; Pastoral Paroquial; Movimentos Populares; Comissão dos Direitos Humanos, Conselhos Municipais; ONGs.
 
 
Nessa caminhada coordenaram e dinamizaram a Província:
 
Irmã Maria Eugênia
Benetti
Irmã Maria Dolores
Miotto
Irmã Marcela
Mussatto
de 1964 a 1969
de 1973 a 1975
de 1970 a 1972
de 1976 a 1981
de 1999 a 2003
     
Irmã Lourdes
Theresinha Sangali
Irmã Helena Italia
Moreschi

Irmã Therezinha
Zandoná

de 1982 a 1984
de 1985 a 1989
de 1996 a 1999
     
 
 
 
Irmã Glória Inês
Giraldini
 
 
de 1990 a 1995
de 2004 a 2007
 
 
 
Hoje, continuam conosco, vivendo na simplicidade, na humildade e na disponibilidade em outros serviços em Missão de Comunhão, sendo presença do Reino, junto às pessoas com as quais convivem e trabalham.
 
Provinciais Reunidas
 
topo voltar