Irmãs de São José de Chambéry do Brasil e Bolívia
Artigos
22/08/2017
O declínio de uma vida bem vivida traz consigo suas fontes de luz

O QUE SIGNIFICA ENVELHECER

 

            A maioria  de nós avançamos lentamente pela vida, seguros por um lado, de que ela jamais terminará; convencidos por outro lado, de que com certeza ela também terminará para nós.


            Em momentos dessa tranquila percepção é importante encarar o que significa envelhecer, ficar mais velho, ser velho, tornar-se idoso na sociedade .É importante que a idade não seja nenhum  obstáculo para a atraçãp pela vida que existe em nós. Mas a vida não é só respirar. A vida é tornarmo-nos melhores do que somos, sermos tudo o que podemos ser. Não importa o que estejamos fazendo, por mais velhos que sejamos, seja qual for nosso lugar na escala socioeconômica.


            A dádiva do tempo chega para muitos mais do que aqueles que sabem que estes últimos anos são uma dádiva, não um peso. Nem todos que vivem esta fase entendem estes  anos  ou lhe dão as boas- vindas É fundamental abraçar as bençãos deste período e superar os pesos dele. É a tarefa espiritual da vida mais tardia..


            É um período especial da vida- talvez o mais especial deles. Mas com ele vem todos os medos  e esperanças de uma existência inteira. Para viver bem esses anos, precisamos analisar cada um dos medos e esperanças, e altivos conduzi-los. A vida não gira  em torno da idade, em torno do número de anos que conseguimos arrancar dela. Trata-se do envelhecimento, trata-se do modo de viver com os valores oferecidos, em todas as etapas da vida. Como E.M. Foster escreveu: “Precisamos estar dispostos e nos desapegar da vida que planejamos, a fim de termos a vida que nos espera.”


É hora de nos desapegarmos de nossas fantasias de eterna juventude e também de nossos medos de envelhecer, e de encontrarmos a beleza daquilo que significa envelhecer bem. É hora de entender que a última fase da vida não é falta de vida, mas uma nova etapa da vida. Anos razoavelmente ativos, mentalmente alertas, experientes e curiosos, socialmente importantes e espiritualmente significativos que se destinam serem muito bons.


            Mas talvez a dimensão mais importante de envelhecer bem esteja na conscientização de que existe um propósito no envelhecimento. Há uma razão para a velhice, seja qual for nossa ocupação, sejam quais forem nossos recursos sociais. Há intenção edificada em cada etapa da vida, não menos nesta que em qualquer outra.


“O declínio de uma vida bem vivida traz consigo suas fontes de luz”, escreveu o moralista francês Joubert. A velhice ilumina- não apenas a nós mesmos, por mais importante que isso seja, mas também os que nos rodeiam. Nossa tarefa é perceber isso. De fato, a etapa final da vida é uma das melhores, uma das mais importantes. A questão é: por que?


            A vida é um  mosaico formado de múltiplas peças, cada uma delas completa em si mesma, cada uma delas um degrau no caminho para o que se segue.


            Cada período da vida tem seu propósito. Este último dá-me tempo para assimilar todos os outros. A tarefa deste período da vida não é simplesmente esperar a chegada do fim. É manter-se alerta como nunca se esteve antes.


            Esses são os anos culminantes, o tempo em que toda uma nova vida está se formando novamente. Mas a dádiva desses anos não é simplesmente estar vivo- a dádiva é estar mais plenamente vivo do que nunca.


                                                                                                                                                          Ir Apolonia Sulenta






Envie seu comentário!!!
*Campos marcados com  barra são de preenchimento obrigatório.
topo voltar